Prove seu amor pelo Rage e concorra a um livro sobre a história da banda!

Lembra desse livro aqui?

Pois é, o livro Guerreiros do Palco, escrito por Paul Stenning, esmiuça a história do Rage Against The Machine, maior grupo de protesto da história do rock – e principal atração do SWU Music & Arts Festival 2010. E agora o mais legal: ESTE LIVRO PODE SER SEU!

Para isto basta você mandar uma prova de seu amor pela banda! Como? Preencha o formulário abaixo e anexe uma foto, uma música, um vídeo ou uma história, os donos das três (03) “provas de amor” mais criativas levam um exemplar do livro cada.

O Concurso Cultural se encerra na sexta-feira (06), vai que dá tempo, participe!

REGULAMENTO

Vejam os ganhadores:

Adriano Fabricio Ribeiro

Eu lutei, trabalhei, consegui conquistar meu ingresso, e parti ao SWU pintado e fardado pra ver o Rage Agaisnt the Machine pegar fogo!


Marcelo de Ciccio Mayro

Para ficar na história.


Thiago Lobato Ranier

Desde 2000, quando RATM alcançou o topo das paradas, eu prometi para mim mesmo que na primeira oportunidade não perderia o show da banda. Mas, infelizmente, aconteceu o pior. O grupo resolveu interromper as atividades e meu sonho parecia ter chegado ao fim. Me restava assistir aos DVDs e tocar baixo numa banda de covers com amigos. Anos se passaram até que veio a grande notícia, eles voltaram para algumas apresentações e por sorte o SWU insistiu e conseguiu realizar o milagre. Meu sentimento pela fúria durante todo esse tempo não foi abalado e, simplesmente, chorei de alegria ao saber da confirmação. Como meus amigos e eu somos do interior de Minas, decidimos ir de carro até a capital e daí pegarmos um voo até São Paulo. Saímos na sexta e, por azar, a carro desligou na estrada. O uninho nunca tinha me deixado na mão, mas, justo naquele dia, no dia do voo… Ninguém acreditou. Estávamos no meio do nada, estrada vazia e sem área telefônica. Andamos uns 20 minutos até o primeiro rastro de sinal no celular aparecer. Não sabíamos o que fazer, poucas horas para o voo e uma situação delicada. Por sorte meu pai saiu como um raio, largou o serviço, nos pegou e chegamos no momento exato do voo para São Paulo. Ali, respiramos fundo e sentimos que tudo ia dar certo. O camping , o show, (e que show!), o evento, sem dúvidas a maior experiência da minha vida e que nunca irei esquecer. Obrigado SWU!

 

This entry was posted in Concursos Culturais. Bookmark the permalink.