Vídeo mostra gincanas na lama e campistas fazem amigos no SWU 2011

Chuva e lama não são a melhor das combinações, certo? Errado! Ao menos segundo os campistas do SWU Music & Arts Festival 2011. A combinação serviu de combustível para um dos momentos mais divertidos de todo o SWU 2011: a gincana na lama.

“Tivemos algumas ideias de brincadeiras para a gente se divertir e passar o tempo enquanto não começavam os shows”, explicou o roteirista Guilherme de Lucca, de Valinhos, São Paulo. Integrante do “Piratas” (o grupo se formou no SWU 2010), Guilherme ajudou a organizar as gincanas principais, como o esquibunda e o boliche humano. “Levamos uma lona para esticar e jogar água e sabão, mas a lama acabou sendo o charme de tudo. Nunca imaginei que haveria tanta gente disposta a fazer bagunça, a se sujar. E não só os meninos, as meninas também”, lembrou.

Já a paulistana Renata Scarparo não quis entrar na brincadeira e hoje se arrepende. “Fico vendo os vídeos no Youtube e sinto uma pontinha de arrependimento de não ter me jogado”. Mas a garota arrumou outra diversão: a rodinha de violão na celularia, carinhosamente apelidada de “Palco Grama”. “É a minha melhor lembrança do camping. Começava com três ou quatro pessoas e, do nada, uma multidão aparecia e virava aquela festa. O clima é muito gostoso”, disse.

Novos amigos

O carioca Wagner Viana foi sozinho ao SWU 2011 e o paulista Marcio Dias foi apenas com um primo. Mas, no camping, é impossível ficar sozinho. “Eu fiz mais de 15 amizades”, lembrou Márcio, que, inclusive, já encontrou o carioca para uma cerveja depois do festival. “A parte do convívio com quem está no camping é muito legal. Você conhece pessoas de todos os cantos”, completou Wagner.

Os dois amigos elogiaram não só o clima de festa no camping, mas também a estrutura. “Achei muito bem organizado. Praça da alimentação, café e caixas funcionaram perfeitamente”, disse Wagner. “O banho funcionou muito bem, teve o dimensionamento certo para a quantidade de pessoas que acamparam”, acrescentou o amigo Márcio.

A experiência para os quatro campistas despertou uma vontade comum em todos eles: Guilherme, Renata, Wagner e Márcio não abrem mão do camping no SWU 2012. E a turma do pirata avisa: “Estejam preparados porque em 2012 teremos novas gincanas. A tradição da Barraca dos Piratas continua!”

(Caroll Almeida)

This entry was posted in Notícias FESTIVAL and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.